Carteira com exposição externa perdeu menos, mostra estudo da BlackRock

Carteira com exposição externa perdeu menos, mostra estudo da BlackRock

Fernanda Guimarães

26 de abril de 2020 | 05h00

 

A diversificação internacional, que ainda é pequena entre os investidores brasileiros, ajuda a reduzir a volatilidade das carteiras. Estudo feito pela BlackRock, maior gestora de recursos do mundo, mostrou que as carteiras sem ativos de fora do País no primeiro trimestre do ano caíram, na média, 10,3%, ao passo que aquelas com 30% de exposição externa perderam 4,4%.

Várias culturas. O presidente-executivo da gestora no Brasil, Carlos Massaru Takahashi, disse que eventos como o da pandemia de covid-19 colocam economias em situações diferentes diante de um problema comum. Dessa forma, as condições de enfrentamento e recuperação são distintas. Segundo ele, a diversificação nos investimentos “deve ser incorporada aos portfólios como estratégia de longo prazo e não como oportunidade, pois consegue defender e capturar retornos com maior consistência nas mais diversas situações, incluindo esta.”

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: