Centauro tem demanda de ao menos R$ 1,6 bi para IPO

Centauro tem demanda de ao menos R$ 1,6 bi para IPO

Coluna do Broadcast

12 de abril de 2019 | 04h00

O Grupo SBF, dono da rede de lojas de artigos esportivos Centauro, já tem demanda 2,5 vezes superior à oferta para emplacar sua abertura de capital (IPO, na sigla em inglês), conforme fontes que acompanham a operação. Isso significa que a empresa já vê sobre a mesa ao menos R$ 1,6 bilhão de investidores interessados nas ações da varejista. A cifra considera apenas a oferta base e o piso do preço indicativo, que vai de R$ 12,10 a R$ 14,70. Na melhor das hipóteses, a Centauro pode levantar cerca de R$ 908 milhões na bolsa, o que leva em conta o lote suplementar da oferta e o teto do intervalo sugerido. Os pedidos de reservas podem ser feitos até hoje, dia 12. O preço dos papéis será definido na segunda-feira, 15.

Agora vai? Essa não é a primeira vez que a dona da Centauro tenta listar suas ações na bolsa. No início do ano passado, a companhia tentou emplacar uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), mas optou por adiar a operação após não chegar em um consenso com os investidores. Os bancos que tocam o IPO da Centauro são Bradesco BBI, Itaú BBA, BTG Pactual, Goldman Sachs, BB Investimentos e Credit Suisse. Procurada, a Centauro não comentou.

Outro pé. Vale lembrar que a precificação da oferta da Centauro ocorre em meio às negociações que envolvem o site de comércio eletrônico Netshoes, também focado em produtos esportivos. Magazine Luiza e B2W confirmaram que analisam o ativo, cuja venda está sendo assessorada pelo BTG Pactual. O argentino Mercado Livre também estaria no páreo.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+

Mais conteúdo sobre:

centauroIPO