Chile pode passar Brasil em investimento externo na América Latina

Chile pode passar Brasil em investimento externo na América Latina

Coluna do Broadcast

21 de janeiro de 2018 | 05h00

O Brasil pode perder para o Chile o posto de maior destino de investimentos estrangeiros na América Latina neste ano. É o que mostra pesquisa elaborada pelo escritório Baker McKenzie em parceria com o Trench Rossi Watanabe, que identificou que 72% dos entrevistados têm planos de fazer aquisições no Chile ao longo dos próximos 12 meses. O Brasil foi a opção de 66%. Ao todo, foram consultadas 125 empresas e fundos de private equity (que compram participações em empresas) na América do Norte, Europa e Ásia. Na América Latina, o Chile foi apontado como o país de melhor cenário para negócios, por conta de sólidas regulações e baixas taxas de corrupção.

Na frente

No acumulado dos último anos, no entanto, o Brasil ainda é de longe o líder quando se trata de destino de investimentos estrangeiros. De 2012 a 2017, o País recebeu US$ 148,388 bilhões, em 908 negócios. Em seguida, estão Chile (US$ 62,216 bilhões), México (US$ 60,017 bilhões) e Peru (US$ 18,869 bilhões).

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

Chileinvestimentos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: