Chucri Zaidan começa ano com mais devoluções que locações de escritórios

Chucri Zaidan começa ano com mais devoluções que locações de escritórios

Circe Bonatelli

13 de maio de 2021 | 05h30

Eixo viário composto pelas Avenidas Engenheiro Luís Carlos Berrini e Doutor Chucri Zaidan Foto: Gabriela Bilo/Estadão

O eixo da Avenida Dr. Chucri Zaidan – principal berço de prédios corporativos da última década na cidade de São Paulo – tem sido sacudido pela crise econômica. O saldo entre áreas alugadas e devolvidas (chamada de absorção líquida) ficou negativo em 7,9 mil metros quadrados no primeiro trimestre, de acordo com relatório da consultoria Cushman & Wakefield. Sem contar as devoluções, foram assinados contratos de aluguéis de 26 mil m2 que serão ocupados nos próximos meses (absorção bruta).

A Chucri Zaidan recebeu um terço de todos os prédios corporativos de padrão triplo A erguidos na capital paulista de 2013 para cá. Mas a entrega dos imóveis, em meio à recessão econômica de 2014 e afetada pela pandemia em 2020 e 2021, deixou boa parte dos imóveis ocos. Atualmente, 34,5% dos andares estão vazios, à espera de inquilinos.

Mesmo assim, o preço do aluguel na Chucri Zaidan cresceu 8% desde a metade de 2020, chegando a R$ 99/m2 no fim do primeiro trimestre. O valor ainda está muito abaixo do pico de R$ 124/m2 registrado em 2013, quando faltavam prédios para atender o crescimento das empresas. Mas é considerado um valor relativamente saudável nas atuais circunstâncias.

Aluguel na região não deve cair

Embora a taxa de vacância esteja elevada, a Cushman & Wakefield não prevê quedas significativas no aluguel. Primeiro porque os novos prédios embutem custo de construção mais alto do que o de anos atrás, portanto, exigem um valor de locação à altura dos investimentos. Além disso, os novos projetos são de altíssimo padrão, o que elevará a média do preço pedido.

As obras para construção do prolongamento da Av. Dr. Chucri Zaidan foram orçadas em mais de R$ 300 milhões, há dez anos. O projeto viário foi pensado como forma de dar vazão ao crescimento do conjunto de prédios corporativos que já havia ocupado quase toda a extensão da Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, além de tentar desafogar o trânsito na Marginal do Pinheiros.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 12/05, às 11h59.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

Chucri ZaidanvacânciaCushman & Wakefield

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.