Ciberataques a empresas no Brasil sobem 21% em um ano, aponta pesquisa

Ciberataques a empresas no Brasil sobem 21% em um ano, aponta pesquisa

Coluna do Broadcast

06 Setembro 2018 | 04h00

O número de incidentes de segurança de informação no Brasil, os chamados ciberataques, cresceu 21% nos últimos 12 meses até junho, segundo relato de executivos das 300 maiores empresas do País consultados na 3ª Pesquisa Nacional Sobre Conscientização Corporativa em Segurança da Informação, conduzida pela Flipside, especializada no assunto.

O aumento acontece apesar da elevação dos investimentos feitos pelas companhias em segurança da informação, os quais alcançaram a cifra recorde de US$ 8 bilhões este ano, de acordo com a PwC.

Desatentos. Para mais de 73% dos executivos ouvidos, a desatenção e o clique indevido em links inseguros recebidos via e-mail, SMS ou redes sociais é a maior preocupação, seguidos por compartilhamento de senhas e informações sensíveis em grupos de Whatsapp, fraudes telefônicas (vishing) e uso indevido de pendrives e similares.

Confirmando os temores, a pesquisa mostrou que 58% dos ciberataques são resultado de falha humana. Nos últimos sete dias, duas grandes empresas, a C&A e a Boa Vista SCPC (serviço de informação de crédito) tiveram seus bancos de dados invadidos.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Mais conteúdo sobre:

dadosc&aboa vista scpc