Com 35% de seus investidores brasileiros, País é prioridade da Driftwood

Economia & Negócios

08 Julho 2018 | 04h00

Atenta aos movimentos de diversificação de investimento dos brasileiros no exterior, a desenvolvedora de hotéis Driftwood elegeu o País como prioridade estratégica. Não é para menos. Nos últimos dois anos, o número de brasileiros que investem nos projetos da empresa cresceu 159,8%, fazendo com que representem 35% do total dos investidores com negócios com a Driftwood. Por ano, a Driftwood, que tem mais de US$ 1 bilhão em ativos, gera US$ 350 milhões em receita com hospedagem, alimentação e eventos nos hotéis, que compõem o retorno para o investidor.

Opções. A manutenção pelo governo norte-americano do investimento mínimo de US$ 500 mil para obtenção do Green Card, por meio do Programa EB-5, é considerado pela Driftwood como mais um atrativo para os brasileiros. Mas com US$ 100 mil é possível ter uma participação societária em hotel de marca líder de mercado, como Marriott ou Hilton, com retorno mínimo de 15% na saída, que ocorre, normalmente, em cinco anos.