Com ajuda do IFC, plataforma europeia para crédito podre prepara entrada no Brasil

Com ajuda do IFC, plataforma europeia para crédito podre prepara entrada no Brasil

Altamiro Silva Junior

17 de junho de 2022 | 05h15

Foto: Fabio Motta/Estadão

 

A NPL Markets, uma plataforma europeia para a negociação de ativos ilíquidos e empréstimos não performados, ou crédito podre, está preparando entrada no Brasil e no México. A operação vai se dar por meio da colaboração com o Instituto Internacional de Finanças (IFC), o braço financeiro do Banco Mundial.

Com sede em Londres, a NPL Markets tem atuação por ora somente no mercado europeu. No Brasil, o plano é ter uma plataforma eletrônica, que chega em momento do aumento de operações com crédito podre. A plataforma usa cientistas de dados, analistas quantitativos, operadores e executivos de bancos para as negociações e precificações desses ativos.

No comando da plataforma está Gianluca Savelli, vindo do Bank of America, onde ficou mais de 13 anos, cuidando do banco de investimento na Itália. A direção da empresa, aliás, é formado por vários egressos do banco americano, muitos com anos de experiência no mercado de dívida.

Tudo o que sabemos sobre:

crédito podreNPL Marketsifc

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.