Com Black Friday no radar, varejo sobe preço em todos duráveis em novembro

Com Black Friday no radar, varejo sobe preço em todos duráveis em novembro

Cristiane Barbieri

25 de novembro de 2020 | 05h15

Como já é tradicional no varejo brasileiro, um pouco antes da Black Friday lojas reais e virtuais aumentam os preços – o que levou a data a ganhar o apelido de Black Fraude, já há alguns anos. Pesquisa do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo (Ibevar) indicou que houve reajuste de preços para todas as classes de produtos pesquisados na primeira quinzena de novembro, sendo 50% aumentos fortes e 40% médios.

Desejo. Entre as maiores altas do início do mês estão home theaters (70%), freezers (63,5%), micro-ondas e ventiladores (46% cada). Até mesmo produtos cujos preços diminuíram em meses anteriores, como tablets, smartphones e televisores, foram remarcados para cima (18%, 11% e 8,5% de alta, respectivamente) há poucos dias. O Ibevar colheu preços de 6.500 produtos, em 30 categorias de bens duráveis, de julho a novembro.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

#blackfriday

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: