Com chance de Via Varejo ir à bolsa, influência de Klein pode aumentar

Coluna do Broadcast

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar por R$ 0,99

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

ou Assinar por R$ 0,99

Você leu 4 de 5 matérias gratuitas do mês

ou Assinar por R$ 0,99

Essa é sua última matéria grátis do mês

ou Assinar por R$ 0,99

Há uma renovada expectativa de que o Grupo Pão de Açúcar (GPA) possa vender em Bolsa até o fim de 2019 as suas ações na Via Varejo, o que abre a possibilidade de o herdeiro das Casas Bahia, Michael Klein, voltar a influenciar na gestão da empresa. A família tem 25,53% do capital da empresa, um porcentual que poderia garantir o poder de apontar nomes para cargos executivos.

Troca de controle

Há dois anos buscando comprador para o controle da Via Varejo, o GPA anunciou uma pequena operação para vender 3,86% do capital da empresa. O grupo detém mais de 40% do negócio e admitiu pela primeira vez que, embora vá perseguir uma venda a um investidor estratégico, poderá usar o mercado de capitais para alienação de toda sua participação até o fim do ano que vem. Embora Klein admita reservadamente seu interesse em voltar a influenciar na empresa, a família não deseja aumentar sua fatia no capital da Via Varejo porque quer evitar a obrigação de ter que estender as mesmas condições de compra a minoritários, o chamado tag along.

Pra auditor ver

Por outro lado, há no mercado quem especule que essa movimentação do GPA teve apenas a motivação de evitar questionamentos sobre a real disposição da empresa de vender o controle. Isso porque regras contábeis exigem que o processo de venda seja ativo para que os resultados da Via Varejo continuem sendo reportados como operação descontinuada no balanço do GPA. Procurado, o GPA diz que seu Conselho reiterou recomendação para buscar venda a investidor estratégico e que a condição de utilizar operações disponíveis em mercado de capitais será uma alternativa. A empresa diz ainda que o movimento não tem nenhuma relação com a questão do registro contábil e reitera o comprometimento na venda de sua participação na Via Varejo. (Dayanne Sousa)

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast +

Encontrou algum erro? Entre em contato