Com Colômbia, Citi conclui transferência de ativos do varejo

Com Colômbia, Citi conclui transferência de ativos do varejo

Economia & Negócios

06 Julho 2018 | 04h00

O Citi acaba de concluir a transferência da sua operação de pessoa física na Colômbia, colocando um ponto final na estratégia de desinvestimento das operações de varejo, que inclui Brasil e Argentina, anunciada há pouco mais de dois anos. Desde o último final de semana, o negócio já está de fato nas mãos do Scotiabank Colpatria.

Por aqui… 
No Brasil, o Citi vendeu sua operação de varejo para o Itaú Unibanco por R$ 710 milhões. A expectativa do banco era concluir a integração ainda no primeiro semestre deste ano. Na rede de agências, esse processo já foi concluído, mas no segmento de cartões ficará para a segunda metade de 2018.

Los hermanos
Já na Argentina, quem levou os ativos de varejo do Citi foi o Santander. Lá, a transferência da operação do Citi também já foi concluída. O banco espanhol disputou ainda a operação brasileira, mas foi desbancado pelo Itaú.

Alvo
Agora, o Citi segue debruçado em crescer suas operações de atacado, que incluem banco de investimento, gestão de recursos, crédito, no Brasil, Argentina e Colômbia. O único mercado em que manteve o balcão de varejo foi o México, no qual segue investindo. Recentemente, desenhou uma parceria em seguros com a gigante americana Chubb Seguros (ex-Ace).

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real.

Siga a @colunadobroad no Twitter