Com derivativos engatilhados, BBCE lança nova curva de preços de energia

Com derivativos engatilhados, BBCE lança nova curva de preços de energia

Wellington Bahnemann

28 de maio de 2020 | 05h06

MARCELO MIN/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

Prestes a disponibilizar para o mercado os derivativos de energia elétrica, o Balcão Brasileiro de Comercialização de Energia (BBCE) irá lançar no próximo dia 10 de junho a sua nova curva de preços futuros da energia, conhecida como curva forward. A ideia é tentar fazer com que comercializadoras e consumidores possam gerir melhor os riscos dos seus contratos de compra e venda de energia.

Indicador pretende ampliar visão de longo prazo

Uma das principais mudanças da nova metodologia é a extensão do prazo da curva, que passou de dois para três anos, o que amplia a visão de longo prazo sobre os preços da energia elétrica. Outra alteração foi a inclusão da coleta de preços das empresas usuárias da plataforma de negociação na formação de preços, que também leva em conta os contratos firmados e as ofertas de venda registradas.

Com o lançamento dos derivativos previsto para julho, a depender da aprovação final pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o presidente do BBCE, Carlos Ratto, diz que a nova curva de preços futuros faz parte da estratégia da empresa para avançar na frente de “data market” para o setor elétrico, oferecendo novas ferramentas de gestão aos usuários da plataforma de negociação de energia.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

BBCEenergiacomercializadoras de energia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.