Com dívida em R$ 12,7 bilhões, Atvos volta à mesa com bancos

Com dívida em R$ 12,7 bilhões, Atvos volta à mesa com bancos

Economia & Negócios

28 Junho 2018 | 04h00

Dois anos após ter recebido um aporte de R$ 6 bilhões, a Atvos (ex-Odebrecht Agroindustrial) está de volta à mesa de negociação com os bancos, na tentativa de melhorar o perfil de sua dívida, que alcançava R$ 12,7 bilhões no final de março. Uma das demandas da companhia é o não pagamento do juro sobre os compromissos, conversa que já vinha sendo conduzida com as instituições financeiras encabeçadas por um grande grupo estrangeiro, que negociava a aquisição da empresa meses atrás.

Tá difícil. Uma renegociação do principal também está na mesa, ainda que os maiores vencimentos estejam previstos mais para frente. No entanto, as condições financeiras da companhia seguem frágeis. O caixa da Atvos, de acordo com suas demonstrações contábeis divulgadas nesta semana, estava em R$ 156,3 milhões ao final de março, distante, portanto, do necessário para cumprir seus compromissos.

Compromisso. Procurada, a Atvos reiterou que a greve dos caminhoneiros gerou impacto negativo em suas operações e que a renegociação do juro com os credores tem sido transparente. A Atvos informou ainda que o compromisso será honrado. A companhia esclareceu que está focada na geração de fluxo de caixa para honrar suas obrigações de longo prazo.

Siga a @colunadobroad no Twitter