Com dólar e alta de matéria-prima, CSN faz nova rodada de ajuste de preço

Com dólar e alta de matéria-prima, CSN faz nova rodada de ajuste de preço

Economia & Negócios

24 Agosto 2018 | 04h00

O dólar na casa de R$ 4, somado à alta das matérias-primas, levará a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) a realizar novo aumento do preço do aço, de 10,25%, a partir do dia 3 de setembro, para a rede de distribuição, indústria e construção civil. Assim, o reajuste será feito para aço plano, longo e folhas metálicas. O movimento ocorre logo após o aumento anunciado em agosto, que está terminando de ser implementado pela CSN: 12,25% nos laminados a quente e a frio e 10,75% no aço revestido. Segundo o vice-presidente comercial da siderúrgica, Luis Fernando Martinez, mesmo com o aumento deste mês, o diferencial do preço do aço nacional em relação ao importado está hoje negativo em 6%.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real.