Com fechamento do Detran-SP, carros são registrados em outros Estados

Com fechamento do Detran-SP, carros são registrados em outros Estados

Cristiane Barbieri

12 de maio de 2020 | 05h51

Quem comprou ou vendeu carro em São Paulo desde que foi decretada a quarentena, só conseguiu fechar negócio se permitiu que a transferência do veículo fosse feita em outro Estado. Com o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) fechado, bancos, financeiras e locadoras têm apelado a filiais de fora das fronteiras estaduais, na hora de registrar a papelada. Quem não tem filiais em outros Estados, só terá o documento na retomada – inclusive quem têm vendido veículos online. Segundo César Fernando Álvares de Moura, presidente da Associação Brasileira de Distribuidores Volkswagen (Assobrav), o mercado é dinâmico e se adapta às novas barreiras. Em São Paulo, as vendas durante a restrição caíram em quase 90%.

Perda temporária. Além de perdas aos cofres públicos, o preço do carro desvaloriza ainda mais, com um novo trâmite burocrático. Dinheiro a menos no bolso tanto para quem precisa fazer dinheiro rápido – e tem na venda do carro uma alternativa -, quanto para quem perdeu parentes e tem de lidar com inventário. Procurada, a secretaria da Fazenda e o Detran-SP não se pronunciaram até o fechamento dessa nota.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

Detran-SPcarrosvenda de carroscoronavírus

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.