Com menos agências bancárias no País, Banco24Horas expande rede de caixas

Com menos agências bancárias no País, Banco24Horas expande rede de caixas

Matheus Piovesana

03 de fevereiro de 2022 | 17h00

TecBan avalia que o dinheiro vivo ainda é fundamental no País   Foto: Fabio Motta/Estadão

Enquanto os bancos fecharam quase 900 agências no ano passado, o Banco24Horas, mais conhecido pelos caixas eletrônicos em supermercados, postos de gasolina e outros estabelecimentos, bateu recorde de inauguração de equipamentos. Com isso, mais 5 milhões de pessoas passaram a ser atendidas pela rede, que chegou a 189 novos municípios. Foram mais de 2,4 milhões de transações nas cidades em que os caixas foram instalados. No total, agora, o número de pessoas atendidas no País alcança 145 milhões.

O Santander, que já divulgou o balanço do ano fechado, chegou a dezembro com 166 agências a menos que 12 meses antes. Os outros bancos fizeram movimentos semelhantes, com a justificativa de eliminar redundâncias. Em alguns casos, as agências tradicionais têm sido substituídas por modelos nos quais não há caixas ou dinheiro vivo, o que reduz custos.

A TecBan afirma que, apesar da digitalização acelerada pelo Pix, o dinheiro vivo ainda é fundamental no País. Atualmente, são 24 mil caixas do Banco24Horas, em mais de 1.000 cidades. No ano passado, cerca de R$ 370 bilhões foram sacados na rede.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 03/02/22, às 13h02.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

Bancoscaixa eletrônicoBanco24Horas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.