Com Nubank e Inter, Brasil torna-se quinto maior destino global de investimentos em fintechs

Com Nubank e Inter, Brasil torna-se quinto maior destino global de investimentos em fintechs

Circe Bonatelli

06 de março de 2020 | 04h51

O Brasil tem se consolidado como um importante polo global de novas empresas digitais do ramo financeiro, as fintechs. Levantamento realizado pela consultoria Accenture mostra que o País é o quinto maior destino de investimentos no setor, com aporte de US$ 1,6 bilhão em 2019, o triplo do registrado em 2018. O salto foi impulsionado por dois negócios de grande escala: a aplicação de US$ 400 milhões na maior fintech nacional, o Nubank, e os aportes de US$ 344 milhões no Banco Inter.

Ranking. O volume de investimentos nas fintechs do Brasil em 2019 ficou atrás apenas das empresas de Estados Unidos (US$ 26,1 bilhões), que é o maior mercado global, seguido por Reino Unido (US$ 6,3 bilhões), Índia (US$ 3,7 bilhões) e China (US$ 1,9 bilhão). O Brasil ficou à frente, inclusive, de outros mercados desenvolvidos no campo digital, como Alemanha (US$ 1,5 bilhão) e Austrália (US$ 1,1 bilhão), apontou a consultoria.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Quer saber mais sobre o Broadcast? Fale conosco

 

Tudo o que sabemos sobre:

fintechNubankBanco Inter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: