Com pandemia, fundo de ativos problemáticos se volta à primeira linha

Por Cynthia Decledt

28 de abril de 2020 | 10h36

São Paulo, 27/04/2020 – A gestora Canvas Capital, que investe em créditos problemáticos, passou a apostar em empresas de primeira linha por conta da pandemia de covid-19. Desde que a turbulência começou, no fim de fevereiro, papéis de dívida de companhias sólidas passaram a ser negociados pelo preço de empresas de alto risco.

Pechincha. A estratégia está sendo utilizada no Canvas High Yield, fundo aberto com R$ 100 milhões já captados e que projeta um retorno anual de cerca de 4% somado ao CDI, com vencimento em 360 dias. Letras financeiras do Itaú Unibanco e debêntures da Petrobras são exemplos de papéis nos quais o fundo já colocou recursos.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.