Com população vacinada mas sem renda para viajar de avião, Buser decola

Com população vacinada mas sem renda para viajar de avião, Buser decola

Marcelo Mota

07 de novembro de 2021 | 05h00

Viagens de ônibus em alta; trecho da rodovia Presidente Dutra   Foto:  Tiago Queiroz/ Estadão

O preço das passagens aéreas à altura da corrida espacial promovida por empresas privadas já beneficia negócios que se mantêm em terra firme. Com a população vacinada e sequiosa por viajar, mas sem condição financeira para ir de avião, a Buser, plataforma de intermediação de viagens de ônibus, viu sua base de clientes cadastrados alcançar 5 milhões de pessoas, no mês passado.

No feriado de Nossa Senhora Aparecida, cujo santuário fica no meio do trecho mais concorrido da malha rodoviária brasileira, a rodovia Presidente Dutra, a Buser embarcou 40 mil pessoas somente na sexta-feira que antecedeu a data, seu novo recorde. Em outubro todo, 600 mil pessoas viajaram por intermédio do aplicativo.

Segundo Marcelo Vasconcellos, co-fundador da Buser, quanto mais gente usa o serviço, mais é possível derrubar os preços e, quanto mais eles caem, mais gente é atraída para o serviço. Graças à tecnologia, que permitiu a muitas dessas companhias ingressar em um mercado antes dominado por poucas, os tíquetes já saem pela metade do preço de uma passagem para trecho equivalente, no balcão da rodoviária.

Por meio do aplicativo, a Buser coloca à disposição dos usuários aproximadamente 1.500 ônibus, pertencentes a quase 300 fretadores e também às cerca de 60 companhias que vendem passagens por meio do seu marketplace.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast  no dia 05/11/21, às 18h46.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.