Com regras de distanciamento, Marcopolo dobra vendas no segmento de fretamento

Com regras de distanciamento, Marcopolo dobra vendas no segmento de fretamento

Juliana Estigarríbia

23 de março de 2021 | 05h01

Ônibus para fretamento da Marcopolo. Crédito: Gelson M. da Costa/Marcopolo

A pandemia da covid-19 derrubou as vendas de ônibus, mas a Marcopolo viu os negócios de fretamento avançarem. Diante das regras de distanciamento impostas para o transporte de funcionários em diversos setores, a fabricante de carrocerias de ônibus vai dobrar as entregas do segmento no primeiro quadrimestre.

No período, a companhia deve entregar mais de 200 unidades no segmento. As maiores compradoras são empresas de mineração e agronegócio, que estão aumentando suas frotas para aumentar o distanciamento dentro dos veículos e reduzir os riscos de contaminação pela covid-19. Muitas estão, inclusive, substituindo vans por microônibus.

Com o avanço da vacinação contra a covid-19 no País, a Marcopolo espera que o grupo continue crescendo em duas frentes: a retomada em linhas regulares e, em um segundo momento, do turismo regional. A Marcopolo encerrou 2020 com 52,7% de participação de mercado de carrocerias de ônibus no País.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 22/03/2021, às 16:36:19.

 

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

 

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse 

 

Contato: colunabroadcast@estadao.com

 

Siga a @colunadobroad no Twitter

 

Tudo o que sabemos sobre:

marcopolofretamentopandemiavendas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.