Com rodízio, BB fica de fora da emissão da Petrobrás e HSBC segue presente

Coluna do Broadcast

10 de janeiro de 2017 | 05h00

petrobras_arcoverde_blog

(Foto: Marcos Arcoverde/Estadão)

Um rodízio feito pela Petrobras na escolha dos bancos deixou de fora o Banco do Brasil da primeira captação externa de uma empresa brasileira em 2017. Em contrapartida, o HSBC, que vendeu sua operação brasileira ao Bradesco, segue marcando presença nas operações de dívida no exterior. Também está na emissão da Fibria. Além do banco inglês, coordenam a captação da Petrobrás, Bradesco, Itaú BBA, Citi e Morgan Stanley. O BB estava na última emissão feita pela estatal em julho de 2016, enquanto Bradesco e Itaú, não.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.