Como a CSN Cimentos, InterCement busca IPO de até R$ 5 bilhões

Como a CSN Cimentos, InterCement busca IPO de até R$ 5 bilhões

Cynthia Decloedt

19 de maio de 2021 | 05h00

Fábrica da InterCement em Ijaci, MG. Foto: Divulgação

A unidade brasileira da InterCement, empresa do Grupo Camargo Correa, renomeado Mover, deve protocolar até o fima desta semana uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), que será majoritariamente secundária – ou seja, os recursos irão para os acionistas. O controlador quer levantar cerca de US$ 1 bilhão, o que corresponderia a uma oferta ao redor de R$ 5 bilhões. Para isso, vai vender uma fatia na unidade brasileira, a depender da avaliação do valor da empresa na oferta. Essa fatia pode chegar 49% da cimenteira, que no ano passado registrou geração de caixa (medida pelo Ebitda) de R$ 683 milhões. A oferta tem o Bradesco BBI como coordenador-líder e os Itaú BBA, o UBS-BB e o BofA como coordenadores.

Os recursos serão usados para reduzir a dívida de sua controladora InterCement Global, que tem operações em Moçambique, Egito, África do Sul e Argentina. No balanço do quarto trimestre, a companhia do grupo Mover tinha dívida bruta de US$ 1,6 bilhão.

CSN Cimentos também vai lançar ações na Bolsa

A CSN Cimentos protocolou ontem seu pedido de IPO, com o qual pretende movimentar cerca de R$ 2 bilhões. O setor de cimento viveu um ciclo de queda de demanda nos últimos anos, mas o aquecimento recente do setor imobiliário, a perspectiva de obras de infraestrutura e a saída da concorrente LafargeHolcim do mercado estão entre as histórias que os organizadores das duas ofertas contarão para atrair investidores. Procurada, a InterCement não comentou.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 18/05, às 17h35.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

 

Tudo o que sabemos sobre:

InterCementIPOcimentosCSN Cimentos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.