Comunicação com o mercado distancia múltiplos de empresas de saúde

Comunicação com o mercado distancia múltiplos de empresas de saúde

Coluna do Broadcast

22 Novembro 2018 | 04h00

Gestores têm chamado a atenção para a valorização relativa dos papéis da NotreDame Intermédica ante a concorrente Hapvida, algo que eles consideram uma consequência da maior experiência da primeira em comunicações com o mercado. O múltiplo que compara preço e lucro por ação da Intermédica superou o da Hapvida.

Pontos de vista. Na época do IPO de ambas as operadoras de saúde, em abril, os múltiplos da Intermédica passaram de 17 vezes o lucro estimado para a companhia em 2018, enquanto que os da Hapvida chegaram a 20. Agora, bancos calculam que Intermédica esteja num patamar de 30 vezes o lucro de 2018, ante 25 da concorrente.

A explicação: a Intermédica, com o respaldo do seu acionista majoritário, o fundo de private equity Bain Capital, tem sido melhor compreendida, sobretudo por investidores estrangeiros. Sobre a Hapvida, empresa de controle familiar, investidores têm dito que a empresa deveria fornecer maior detalhamento de dados sobre a operação, em especial de unidades recém-abertas ou compradas.

Dá match. As operações de ambas as empresas são vistas, no entanto, como complementares. São negócios que integram serviço de operadora com hospitais e clínicas próprias e que operam regiões diferentes: uma no Sudeste, outra no Nordeste. O sonho de consumo de investidores comprados em qualquer um dos dois lados seria uma fusão dos negócios, algo que consideram uma tendência no longo prazo. (Dayanne Sousa)

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real.

Mais conteúdo sobre:

saúde