Confiança do consumidor piora após 11 meses do governo Bolsonaro

Aline Bronzati

05 de dezembro de 2019 | 04h34

Foto: Hélvio Romero-Estadão

O consumidor está mais pessimista do que no começo do ano, quando as expectativas giravam em torno do início da gestão do presidente Jair Bolsonaro. Indicador que mede a confiança dos brasileiros atingiu 47,2 pontos em novembro, abaixo do índice registrado em janeiro último, de 49 pontos, segundo a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Pesa, sobretudo, a frustração com a lentidão na retomada econômica: somente 9% dos consumidores avaliam o momento como bom. Em contrapartida, seis em cada dez (66%) acham o cenário econômico ruim.

Leia também: Consumo das famílias e investimentos puxam a alta do PIB no 3o. trimestre

Já foi pior. Na comparação com outubro, quando foi de 46,6 pontos, o índice de confiança dos consumidores brasileiros em novembro melhorou, revertendo dois meses consecutivos de queda. Também superou os resultados de novembro de 2018, quando o indicador marcou 46,2 pontos.

Notícia publicada no Broadcast dia 04/12/2019, às 15:18:53

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

 

Tudo o que sabemos sobre:

consumidorCNDLSPC Brasilconfiança

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: