Consumo de sucata ferrosa apresentou recuperação no ano passado

Consumo de sucata ferrosa apresentou recuperação no ano passado

Coluna do Broadcast

15 de novembro de 2018 | 04h00

Depois de passar por um período de retração por conta da crise no Brasil, o consumo de sucata ferrosa pelas siderúrgicas brasileiras avançou, em 2017, para 8,9 milhões de toneladas, segundo estudo elaborado pela GO Associados, encomendado pelo Instituto Nacional das Empresas de Sucata de Ferro e Aço (Inesfa). O levantamento será divulgado no Waste Expo Brasil, que acontece no próximo dia 23, em São Paulo. Em 2016, o consumo foi de 8,3 milhões de toneladas.

Produção. Com tal consumo, as siderúrgicas deixaram de usar 9,9 milhões de minério de ferro, 5,6 milhões de toneladas de carvão e 470 mil toneladas de calcário em 2017, conforme o levantamento. O setor de comércio atacadista de sucatas metálicas reúne mais de 5 mil empresas.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real.

Mais conteúdo sobre:

siderurgiaaço