Coronavírus pode interromper sequência de queda na inadimplência PF

Coronavírus pode interromper sequência de queda na inadimplência PF

Cynthia Decloedt

26 de março de 2020 | 04h10

A pandemia do coronavírus pode interromper a desaceleração da inadimplência entre as pessoas físicas, que estava sendo prevista para este ano, de acordo com o SPC Brasil. Depois de cair 0,18% na comparação anual de 2019, o número de brasileiros adultos negativados subiu 1,38%, em base anual, em janeiro, mas desacelerou para 1,23% em fevereiro. Já o número de dívidas cedeu 0,30% em fevereiro, na comparação anual, pelo nono mês seguido. Mais da metade das dívidas (52,69%) está com os bancos.

Alerta. A aposta dos economistas de que os indicadores de inadimplência seguiriam caindo estava baseada nas indicações de crescimento econômico e melhora nos níveis de emprego. Agora o que os especialistas veem é incerteza e forte impacto na demanda interna, com repercussões negativas nas taxas de desemprego e renda, que produzem inadimplência.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Quer saber mais sobre o Broadcast? Fale conosco