Bancos de câmbio terão alternativa para abertura de contas no exterior

Bancos de câmbio terão alternativa para abertura de contas no exterior

Economia & Negócios

31 de março de 2019 | 04h00

A ABRACAM, associação que representa instituições de câmbio, como bancos, corretoras e distribuidoras de títulos e valores, fechou uma parceria com a norte-americana NACHA, associação de pagamentos eletrônicos, que promete acabar com a dependência dos agentes de câmbio de alguns poucos grandes bancos estrangeiros para terem contas no exterior. Tirando os maiores bancos brasileiros que têm filiais lá fora, as demais instituições brasileiras que operam câmbio mantêm contas com bancos estrangeiros. O Bank of America Merrill Lynch, por exemplo, é um dos que mais têm contas de bancos brasileiros.

Mais longe Por meio da NACHA, os bancos brasileiros terão acesso às instituições que são membros da ACH Network, uma rede de sistemas de pagamentos com mais de 11 mil membros e responsável por mais de 25 bilhões de transações eletrônicas anuais, totalizando US$ 43 trilhões. No futuro, essa parceria pode acabar beneficiando instituições não-bancárias, como as corretoras, caso o Banco Central acate pleito já feito à autoridade monetária para que possam abrir conta própria no exterior.(

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+