Credor da Odebrecht tem novo ‘encontro marcado’

Credor da Odebrecht tem novo ‘encontro marcado’

Coluna do Broadcast

11 de abril de 2019 | 04h00

A Odebrecht Engenharia e Construção (OEC) e seus credores com US$ 2,9 bilhões em bônus podem voltar a se reunir na semana que vem para afinar uma proposta apresentada segunda-feira, dia 08, pela companhia para reestruturação dessa dívida. Nela, a empresa indicou intenção de reduzir em 70% esse crédito e trocar o saldo por um novo instrumento de dívida, que proporcione participação nos lucros, por meio de dividendos, à medida que as companhias do grupo tiverem resultado. E, desde então, os credores estão debruçados sobre a proposta. O próximo encontro tem uma data limite para ocorrer, já que, após 30 dias, contados a partir da última segunda, as informações se tornam públicas.

Tá ok! Com o instrumento proposto pela OEC, os credores cederam à ideia de ter o envolvimento de outras empresas nas garantias ofertadas. O que eles queriam? As ações da Braskem. Por fim, entenderam que os papéis da petroquímica já estão atrelados a outros empréstimos. O instrumento proposto pela OEC, contudo, dá acesso aos resultados das outras empresas do grupo como, por exemplo, a Braskem, e não somente à construtora. Procurada, a companhia “não comenta detalhes sobre o processo confidencial de negociação em andamento e reforça que está engajada em conversas construtivas” com os credores.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+

Mais conteúdo sobre:

odebrechtbraskem