Cresce exportação de sucata com baixa demanda interna e altos estoques

Fernanda Guimarães

11 de dezembro de 2019 | 04h00

Com os preços da sucata de ferro e aço, um dos principais insumos das usinas siderúrgicas, em queda diante de fraca demanda, as empresas do setor no Brasil estão tendo de recorrer às exportações. Em setembro, outubro e novembro, as exportações mensais superaram 70 mil toneladas, ao passo que no ano passado foram menos da metade, em cerca de 30 mil.

Alternativa. O Instituto Nacional das Empresas de Ferro e Aço (Inesfa) diz que o mercado externo é a saída para o setor, visto que o Brasil tende a usar menos sucata na produção de aço. Em novembro, as usinas siderúrgicas brasileiras praticamente suspenderam a compra do insumo, segundo a entidade.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.