Crescem estrangeiros interessados em certificados da Amazônia legal

Crescem estrangeiros interessados em certificados da Amazônia legal

Cristiane Barbieri

24 de dezembro de 2020 | 05h00

 

Tem crescido o número de estrangeiros, principalmente norte-americanos e canadenses, interessados na certificação de carbono florestal na Amazônia Legal para comercialização de créditos de carbono. O escritório Vieira Rezende Advogados acaba de fazer assessoria para um grupo dos EUA para a comercialização dos títulos no mercado internacional e tem recebido consultas de outros interessados.

Checagem. O escritório foi responsável pela análise da regularidade imobiliária e ambiental dos imóveis que serviram de lastro para a emissão dos créditos, além da negociação dos contratos de cessão e compra e venda dos certificados. Ainda não é possível estimar os valores porque estão no processo de venda dos créditos.

Verde. A emissão de créditos de carbono só se dá em propriedades que estejam com a floresta preservada ou em regeneração (a totalidade estabelecida por lei, que é de 80%). A empresa desenvolveu uma metodologia própria baseada nos princípios do Verified Carbon Standards (VCS) – padrão internacional de certificação. A depender do estado de conservação, além do serviço de regularização da área, a companhia auxilia na elaboração do Programa de Recuperação de Área Degradada (PRAD), conforme disposto no Código Florestal, para que o terreno possa ser recuperado e receber a certificação para emissão de créditos de carbono.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 23/12/2020 às  15:39:48.

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

Tudo o que sabemos sobre:

Amazônia Legal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.