Crescera, antiga Bozano de Paulo Guedes, deve ter empresa de ‘cheque em branco’

Crescera, antiga Bozano de Paulo Guedes, deve ter empresa de ‘cheque em branco’

Gabriel Baldocchi

04 de abril de 2021 | 05h20

Mais uma gestora brasileira deve ingressar na lista de nomes locais buscando surfar na onda das “empresas de cheque em branco”, nos EUA.  A Crescera, ex-Bozano Investimentos, registrou na SEC (CVM americana) a companhia Crescera Acquisition Corp., nomenclatura que costuma ser usada no lançamento dos Spacs (Special Pourpouse Acquistion Corp.), como a modalidade é oficialmente conhecida. Nas “empresas de cheque em branco“, os gestores levantam recursos para buscar uma companhia promissora, com potencial de receber o aporte por meio de uma aquisição, e levá-la à Bolsa. Os investidores apostam, portanto, na experiência dos gestores em identificar oportunidades. A média das captações feitas nessa categoria é de pouco mais de US$ 300 milhões.

Diversas gestoras brasileiras têm avançado nos Spacs

O Pátria foi o nome mais recente do mercado local a lançar um Spac nos EUA, o Patria Acquisition Corp. A intenção é levantar US$ 250 milhões para encontrar um alvo na América Latina. Uma semana antes a gestora Valor Capital, com negócios e escritório no Brasil, havia lançado o Valor Latitude Acquisition Corp., para captar US$ 200 milhões.

A Bozano Investimentos virou Crescera em 2019, após Paulo Guedes sair do quadro de sócios para assumir o Ministério da Economia. A gestora tem cerca de R$ 4 bilhões em ativos sob gestão e investiu em empresas como o Oba Hortifruti e Afya, de educação. Procurada, a Crescera afirmou que não pode comentar o tema no momento.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 02/04/2021, às 14:49:24 .

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse 

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

#IPO #bolsaaçõesSpac

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.