Crise desacelera venda de genéricos

Coluna do Broadcast

08 Novembro 2016 | 09h50

O freio na economia afetou também um dos setores de consumo mais resilientes: o de medicamentos genéricos. Normalmente favorecido por fatores como o envelhecimento da população, o setor vem desacelerando ao longo deste ano. No terceiro trimestre, registrou crescimento de apenas um dígito pela primeira vez no ano. Nos primeiros três meses, o setor crescia a 18,6% em volume de vendas; o avanço ficou em 10,4% no segundo trimestre; e, entre julho e setembro, a venda subiu 8,4%, de acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (PróGenéricos). (Dayanne Sousa)