Cruzeiro do Sul, há 6 anos em falência, leva carteira de R$ 76 mi a leilão

Cruzeiro do Sul, há 6 anos em falência, leva carteira de R$ 76 mi a leilão

Cynthia Decloedt

20 de outubro de 2021 | 05h35

Carteira se refere a créditos concedidos a empresas de médio porte  Foto: Fabio Motta/Estadão

O Banco Cruzeiro do Sul, liquidado há dez anos e em processo de falência desde 2015, vai levar uma carteira de R$ 76 milhões, em créditos concedidos a empresas de médio porte, à venda. O processo será conduzido pela Mega Leilões em 10 de novembro e o lance mínimo é de R$ 38 milhões.

Não é a primeira vez que essa carteira é colocada à venda, e a expectativa do administrador da massa falida, Oreste Laspro, é de sucesso na nova tentativa. O banco tem cerca de R$ 6 bilhões em dívidas, a maioria com detentores de títulos emitidos no exterior pela instituição.

História

Este é um dos casos mais marcantes para a história do sistema financeiro, especialmente para o Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que teve sua forma de atuação alterada depois do episódio. Executivos do FGC assumiram a administração do banco por três meses para apurar as irregularidades, o que gerou interpretações sobre um conflito de interesse, já que o fundo garantidor tem contribuição financeira dos grandes bancos. De lá para cá, o FGC deixou de exercer esse papel.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 19/10/2021 às 18h49.

Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.