CSN ainda precisa falar com sócios sobre venda de ativos de mineração

CSN ainda precisa falar com sócios sobre venda de ativos de mineração

Coluna do Broadcast

16 de novembro de 2016 | 05h00

steinbruch_rau_blog

(Foto: Felipe Rau/Estadão)

A CSN, de Benjamin Steinbruch, admite vender uma fatia de seus ativos de mineração, mas ainda não teria sentado com seus sócios asiáticos na Congonhas Minérios para falar sobre o desinvestimento. A CSN possui cerca de 87% da Congonhas Minérios, companhia que reúne a mina Casa de Pedra e a Namisa.

Oferta justa

O consórcio dono da fatia restante (formado por Itochu Corporation, JFE Steel Corporation, Posco, Kobe Steel, Nisshin Steel e China Steel Corporation) possui “direito de oferta justa” – ou seja, receber as mesmas informações dadas a eventuais interessados e, assim, fazer uma oferta. Em meio ao histórico de disputa entre o grupo e a siderúrgica, a CBSteel já mostra interesse no ativo.

Mais conteúdo sobre:

CSN