CSN mantém grupo focado em venda de ativos, mas não acha preço “justo”

Coluna do Broadcast

30 Dezembro 2016 | 08h50

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) mantém um grupo de trabalho focado no plano de desinvestimentos da empresa. A questão é que a companhia de Benjamin Steinbruch não teria encontrado, até o momento, ofertas de preços que considera justos.

Não foi boa suficiente
O Terminal de Containers (Tecon), um dos principais ativos do portfólio da CSN para a venda, seria um dos casos. Atraiu muitos interessados, mas as ofertas teriam ficado aquém do desejado. No radar, ainda está a venda de ativos da siderúrgica no exterior e fatias minoritárias em negócios da empresa, como o de mineração.

Siga a @colunadobroad no Twitter