Cúpula da Odebrecht sai do Olimpo

Cúpula da Odebrecht sai do Olimpo

Coluna do Broadcast

20 de janeiro de 2019 | 10h02

A cúpula da Odebrecht “saiu do Olimpo” e passou a ocupar um novo andar na sede da companhia, no bairro do Butantã, em São Paulo. Todos estão agora no 16º andar juntamente com as demais equipes do grupo: jurídico, conformidade, financeiro, pessoas e comunicação. Até dezembro, a liderança da Odebrecht concentrava-se no 15º andar. No passado, ali despachavam o patriarca Emílio Odebrecht e seu filho Marcelo, além de outros executivos que ocupavam o andar que contava com salas reservadas de reunião. Agora, depois da Lava Jato, tudo está diferente. No antigo andar ocupado pela presidência, ficaram apenas salas de reuniões que podem ser usadas por todos, mediante agendamento, além do ponto de encontro do Conselho de Administração.

Vidro
Hoje, também há menos espaços fechados. “Quem tem sala, tem sala transparente”, afirma o presidente da Odebrecht SA, Luciano Guidolin, numa frase quase simbólica. Ao apresentar o tripé de condução do grupo para os próximos anos – baseado em reestruturação financeira, reconstrução da imagem e do futuro – aos funcionários essa semana, ele lembrou do filme “Churchill, o destino de uma nação”, que assistira dias antes. “Ter a vida de 300 mil pessoas na sua mão é que era um desafio”, diz ele. (Com Cristiane Barbieri)

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast +