CVM nega pedido de acionista da Alliar para suspensão de assembleia

CVM nega pedido de acionista da Alliar para suspensão de assembleia

Circe Bonatelli

28 de abril de 2022 | 18h20

Para CVM, reunião foi convocada dentro do prazo legal Foto: Fabio Motta/Estadão

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) negou pedido da Esh Capital, acionista minoritária da Alliar, para suspensão da próxima assembleia da companhia, que acontecerá nesta sexta-feira, 29. A decisão do colegiado foi unânime e acompanhou a posição da área técnica do órgão, conforme documento ao qual a Coluna teve acesso.

Conforme noticiou a Coluna na última quarta-feira, 20, a Esh, do investidor Vladimir Timerman, vem travando uma queda de braço com o empresário Nelson Tanure, que se tornou controlador da empresa de diagnósticos médicos. Timerman queria que a assembleia da Alliar fosse adiada para incluir em sua pauta a eleição de novos conselheiros.

CVM não encontrou “ilegalidades evidentes”

A Alliar anunciou trocas de membros do seu conselho após a mudança no controle da empresa e a renúncia dos antigos controladores aos assentos no colegiado. Seus lugares foram ocupados pelo próprio Tanure e aliados. Timerman, que almeja uma vaga no conselho, quer que a eleição dos membros substitutos aconteça por meio de deliberação em assembleia – o que não constava na pauta original.

Mas seus argumentos não ecoaram na CVM, que não encontrou “ilegalidades evidentes” na convocação da assembleia. O órgão xerife do mercado considerou que a reunião de acionistas da Alliar foi convocada dentro do prazo legal e antes da renúncia de membros do conselho. Portanto, sem obrigação de incluir na pauta a eleição de novos conselheiros – o que vai ficar para uma outra assembleia bem mais adiante.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 28/04/22, às 10h19.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.