De olho em leilão de Santos, Quadra já conversa com potenciais parceiros

De olho em leilão de Santos, Quadra já conversa com potenciais parceiros

Juliana Estigarríbia e Cynthia Decloedt

01 de abril de 2022 | 05h10

Complexidade de Santos deve levar gestora a buscar parceiros se entrar na disputa Foto: José Patrício/Estadão

Após arrematar a Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa), a Quadra Capital se prepara para participar de outros leilões de infraestrutura, com destaque para a desestatização do Porto de Santos. O tamanho e a complexidade do ativo devem levar a gestora a buscar parceiros para um consórcio, caso decida entrar de fato nessa disputa.

De acordo com os sócios Nilto Calixto e Guilherme Scaff, o tamanho da Codesa permitiu que a Quadra participasse do leilão em voo solo. No caso de alguns ativos mais complexos, a ideia seria buscar parceiros. “Estamos 100% abertos a fazer composições”, diz Calixto.

Conforme o executivo, a Quadra avalia participar de leilões de infraestrutura de diversos setores, não se limitando a portos. Calixto afirma que a companhia pode comprar o ativo ou eventualmente entrar numa disputa com um operador que tenha interesse no projeto, mas sem fôlego financeiro. “Não estamos fechados a nenhuma possibilidade”.

Embora os executivos reforcem que, no momento, a Quadra não está fechando consórcios, eles relatam que já há conversas nesse sentido. “O mercado viu que nosso interesse no setor de infraestrutura é genuíno. Há muitas conversas (para potenciais consórcios)”, diz Calixto.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 31/03/22, às 19h27.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.