Delly’s, distribuidora do Pátria, compra dona da Fritz & Frida para avançar no Sul

Delly’s, distribuidora do Pátria, compra dona da Fritz & Frida para avançar no Sul

Talita Nascimento

16 de janeiro de 2022 | 05h10

Fröhlich comercializa mais de 300 produtos de suas marcas próprias  Foto: Delly’s/Divulgação

A Delly’s, companhia focada em distribuição para pequenas e médias empresas do setor de alimentação, comprou na última semana a gaúcha Fröhlich – que também tem malha de distribuição e é dona das marcas Fritz & Frida, de alimentos.  A aquisição, cujo valor não foi revelado, foi feita com recursos próprios, sem emissão de dívida, segundo o CEO Maurício Câmara. O movimento é estratégico para reforçar a presença da Delly’s, que pertence ao Pátria, na região Sul do País, além de aumentar o sortimento de marcas próprias da empresa, o que é uma vantagem no setor.

Com R$ 3 bilhões de faturamento em 2021, a Delly’s tem sustentado crescimentos anuais de, em média, 10%, nos últimos três a quatro anos, além de chegar à marca de 120 mil clientes em todo o Brasil. Cerca de 70% do faturamento vem de clientes como bares, restaurantes, lanchonetes e hotéis, que nos últimos anos sofreram com medidas restritivas de funcionamento devido à pandemia. Assim, para manter o nível de crescimento do negócio, uma das estratégias da Delly’s foi justamente avançar em aquisições para ganhar mercado.

Localizada na cidade de Ivoti (RS), a 55 km de Porto Alegre, a Frölich tem faturamento anual de cerca de R$ 350 milhões e movimenta mais de 600 toneladas diárias de mercadoria nos seus dois centros de distribuição, com mais de 6 mil posições de estoque e frota de 81 veículos próprios. A empresa comercializa mais de 300 produtos de suas marcas próprias e distribui cerca de 1.600 itens de marcas de grandes empresas nos segmentos como o de alimentos, utilidades domésticas, higiene e beleza e rações animais.

Outras aquisições

Desde que foi fundada, a Delly’s  já fez 15 aquisições, sendo três no Estado de Minas Gerais, onde também tem presença relevante. No Sul,  também adquiriu, em junho do ano passado, a Johann, localizada em Estância Velha (RS), que atende mais de 13 mil clientes a partir de dois centros de distribuição e tem uma operação de envio das mercadorias diretamente ao cliente, com um portfólio focado em  mercearia, panificação e produtos industrializados.

Para este ano, a projeção de faturamento da Delly’s é de R$ 5 bilhões, segundo o CEO Maurício Câmara. Para isso, o crescimento orgânico é importante, mas aquisições ainda devem fazer parte da agenda da companhia por algum tempo.

Sobre uma possível oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) neste ou nos próximos anos, Câmara não tece comentários e limita-se a dizer que o foco é a expansão da companhia. Em relação à alta competitividade de grandes empresas do setor, o executivo diz acreditar nos diferenciais da companhia em comparação com atacarejos que não fazem entregas na porta dos pequenos comércios em prazos de 24h, como a Delly’s faz. “O mercado é de R$ 300 bilhões”, ele observa, acrescentando que, nesse cenário, há espaço de sobra para crescer.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 14/01/22, às 15h32.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.