Desconto em follow on pode inviabilizar oferta do Banrisul

Desconto em follow on pode inviabilizar oferta do Banrisul

Coluna do Broadcast

13 de junho de 2019 | 04h00

Um desconto superior a 25% sobre o valor atual das ações do Banrisul poderá inviabilizar a oferta subsequente (follow on) para a venda de papéis do banco estatal detidos pelo governo do Rio Grande do Sul. Isso porque o atual valor de mercado da companhia corresponde a 1,25 vez o valor patrimonial do banco. Caso a ação seja precificada com um desconto acima do esperado, a venda sairia a um preço abaixo do patrimônio. Um desconto maior poderá ser pedido visto que a ação ordinária da instituição financeira não tem liquidez em Bolsa. No mercado, a percepção é de que em uma privatização o valor a ser pago poderia render duas vezes mais ao governo gaúcho.

Nova tentativa. Essa não é a primeira vez que o Rio Grande do Sul tenta se desfazer das ações do Banrisul. No fim de 2017, tentou emplacar a venda de uma fatia na instituição, mas voltou atrás. Ontem, o banco anunciou que seu acionista controlador tem intenção de realizar uma oferta pública de ações excedentes de controle. A intenção seria realizar a oferta em até dois meses. Os bancos de investimentos devem receber, em breve, o pedido para propostas. Procurados, Banrisul e o governo do Rio Grande do Sul não comentaram.

Contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

Banrisul

Tendências: