Deutsche Bank promove cortes e esvazia um andar da sede em São Paulo

Deutsche Bank promove cortes e esvazia um andar da sede em São Paulo

Economia & Negócios

05 Julho 2018 | 04h00

O Deutsche Bank esvaziou um dos andares que ocupa na Avenida Brigadeiro Faria Lima, coração financeiro da capital paulista, após promover várias demissões na esteira do rearranjo de suas operações localmente. O encolhimento no Brasil responde às mudanças que o banco alemão vem fazendo em suas unidades, diante de uma grave crise que atravessa nos Estados Unidos e na Europa.

Bem menor. Em março, a instituição já havia anunciado o encerramento das atividades de banco de investimento no Brasil, sendo que apenas, o banco comercial e a área de mercado de capitais seguem ativas. Procurado, o Deutsche Bank informou que reestrutura sua operação, em linha com o plano global, acrescentando que o Brasil continua sendo estratégico.

Mar revolto. O Deutsche Bank ocupa o noticiário financeiro há anos, em meio aos desdobramentos da crise no subprime norte-americano – das hipotecas de alto risco – a partir de 2007, que prejudicaram fortemente seus resultados. Na semana passada, a unidade norte-americana do banco alemão foi reprovada no teste de estresse do Banco Central dos EUA. Em junho, o Deutsche Bank foi rebaixado da categoria A (de melhor risco) para a B pela agência Standard & Poor’s depois de anunciar seu plano de reestruturação global.

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real.

Siga a @colunadobroad no Twitter