Deutsche Bank revisa estratégia na América do Sul e Maite Leite deixará presidência no Brasil

Deutsche Bank revisa estratégia na América do Sul e Maite Leite deixará presidência no Brasil

Ricardo Leopoldo

18 de julho de 2021 | 05h30

Fachada do Deutsche Bank, em foto de 2013 Reuters/Luke MacGregor

Maite Leite, presidente do Deutsche Bank no Brasil, vai deixar o cargo no final deste ano, no contexto de uma revisão de estratégia de longo prazo da instituição internacional em toda a América do Sul e no País.

A alteração da presidência do Deutsche Bank no Brasil ocorrerá em meio a um processo que visa a aumentar a força e a presença do banco alemão junto a filiais de companhias multinacionais que atuam no País e também com empresas nacionais.

O novo presidente do banco alemão no Brasil deverá ser escolhido em um processo envolvendo as lideranças do Deutsche Bank nas Américas e poderá ser selecionado um executivo da casa ou algum que atue em outra instituição.

“Sou grata a Maitê por tudo o que ela fez ao longo da última década no Deutsche Bank. Conforme olhamos para o futuro, vamos fortalecer nosso apoio aos nossos clientes corporativos e investidores no Brasil e em toda a região”, afirmou Christiana Riley, CEO do Deutsche Bank Americas, em posicionamento enviado à Coluna pela assessoria do DB no Brasil.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 16/07/2021, às 16h14.

Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse 

Contato: colunabroadcast@estadao.com

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.