Dez donas de maquininhas viabilizam auxílio emergencial via QR Code

Dez donas de maquininhas viabilizam auxílio emergencial via QR Code

Aline Bronzati

23 de junho de 2020 | 05h07

 

Maquininhas de cartões. Crédito da foto: Gabriela Biló

Menos de um mês após ter sido lançado, o projeto para viabilizar o acesso aos recursos do auxílio emergencial de R$ 600 via maquininhas de cartão está prestes chegar a dez fornecedores. A maior parte está em operação plena. É o caso das grandes Cielo, de Bradesco e Banco do Brasil, Getnet, do Santander, e Rede, do Itaú, PagSeguro, do Uol, a pernambucana Acqio e a Stone. Já a SafraPay, do banco Safra, passou a ofertar o acesso via cartão de débito online dos beneficiários e, em breve deve, iniciar transações por meio da tecnologia QR Code, os quadradinhos que se popularizaram na quarentena.

Trio. Além dessas, estão preparando o ingresso no projeto da Caixa Econômica Federal, capitaneado pela bandeira de cartões Elo, as adquirentes Bancoob e Sicredi, de cooperativas, e a norte-americana First Data.

Potencial. Até o início desta semana, as transações feitas com recursos do auxílio emergencial por meio de QR Code para o pagamento de compras somavam R$ 14 milhões, conforme balanço da Caixa. No cartão de débito virtual, porém, o resultado foi mais parrudo: R$ 2,55 bilhões, totalizando R$ 2,69 bilhões.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: