Diesel tem pico de preço na véspera do Natal, aponta pesquisa

Diesel tem pico de preço na véspera do Natal, aponta pesquisa

Renato Carvalho

08 de janeiro de 2021 | 05h03

Diesel tem alta no preço às vésperas de datas comemorativas. Crédito da foto: TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

A maior demanda nas datas mais fortes para o varejo no final de 2020 provocou um aumento nos preços do diesel vendido nos postos de combustíveis. Segundo o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), o diesel comum registrou o maior preço para o litro na véspera de Natal, apresentando a média de R$ 3,876 nas bombas de abastecimento. A mesma tendência foi verificada na Black Friday, quando o combustível chegou ao seu preço máximo na sexta-feira, dia 27 de novembro.

Aos poucos. Em ambos os casos, os valores do litro aumentaram gradativamente nos quatro dias que antecediam as principais datas comerciais do ano. Na Black Friday houve variação de quase 1%, até atingir a média de R$ 3,799. “Fazendo um balanço do Natal deste ano podemos notar o mesmo comportamento. Os dias que antecediam a véspera de Natal tiveram variação de 1,3% no valor, chegando ao preço máximo no dia 24 de dezembro”, pontua Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil, controladora da Ticket Log.

Acelerando. Comparando as duas datas, é possível notar que houve uma diferença de 2% no valor do combustível entre elas, comportamento que também foi notado no fechamento de cada mês. O preço médio do diesel ao final de novembro ficou em R$ 3,747, ante R$ 3,841 em dezembro, aumento de 2,5%.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 07/01/2021 às 15:18

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse
http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

dieselcombustívelpreço

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: