Dificuldade de perpetuar negócios no Brasil tira o sono de CEO’s

Dificuldade de perpetuar negócios no Brasil tira o sono de CEO’s

Economia & Negócios

24 Abril 2018 | 04h00

A instabilidade histórica do Brasil e, consequentemente, a dificuldade de perpetuar negócios no País é o principal motivo que tira o sono de CEO’s de empresas aqui instaladas. A conclusão é de pesquisa feita pela consultoria de capital humano Signium, com gestores de companhias de diversos segmentos como serviços, indústria, educação, energia, dentre outros, sendo a maioria com faturamento anual entre R$ 100 milhões e R$ 500 milhões.

Divididos.Do lado macroeconômico, os líderes de negócios entrevistados ficaram divididos. A maioria deles acredita, no entanto, que o Brasil vai voltar a crescer ao longo deste ano, mas sem relevância. Para um terço dos executivos, a despeito da instabilidade política, o País é “maior que qualquer presidente”. No entanto, há um terceiro grupo com uma postura mais cética e que prevê um “ano duro, com a instabilidade por conta das eleições”, de acordo com a pesquisa da Signium.

Siga a @colunadobroad no Twitter