Divisão da Usiminas em compasso de espera por CSN

Coluna do Broadcast

16 Dezembro 2016 | 05h00

usiminas_div_blog

(Foto: Divulgação)

Apesar da divisão da Usiminas e do divórcio entre os sócios Ternium e Nippon Steel serem apontados como a única saída para o imbróglio societário da siderúrgica, que já dura mais de dois anos, o processo está em compasso de espera. Uma das razões seria a maior acionista minoritária da empresa fora do bloco de controle, a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), de Benjamin Steinbruch, que não aprovaria a separação. Ou seja, os sócios gostariam de realizar a divisão, mas a transação se torna mais complexa diante da resistência apresentada pela CSN.

À espera

Uma fonte diz que uma saída seria aguardar a CSN se desfazer de suas ações da Usiminas, já que há um prazo para esse desinvestimento por exigência do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). No entanto, para isso, os sócios teriam de conviver por mais um tempo.

Siga a @colunadobroad no Twitter