Dynasty vai apresentar à CVM oferta de criptoativos

Dynasty vai apresentar à CVM oferta de criptoativos

Coluna do Broadcast

09 Outubro 2018 | 04h00

A Dynasty, empresa brasileira de criptomoeda, pretende entregar à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), no primeiro trimestre do ano que vem, um pedido para o registro de oferta pública inicial – ou Inicial Coin Offering (ICO) – de sua moeda D¥N.

A iniciativa é inédita e a ideia dos sócios da Dynasty, Fabio Asdurian e Eduardo Carvalho, é replicar o modelo do ICO da moeda que está em andamento na Suíça. Por estar lastreada em uma carteira de imóveis alugados, majoritariamente localizados em São Paulo, Lisboa, Nova York, Londres e Paris, o pedido de registro deve chegar à CVM no formato de um fundo imobiliário.

Ao contrário dos bitcoins, que são moedas puras, o D¥N é chamado de criptoativo, por ter lastro. Paralelamente, carrega uma estrutura de segurança para dar credibilidade à moeda, como a garantia pela Finma (reguladora suíça) de 100% do valor investido e a verificação dos investidores.

Bem-sucedida. No exterior, a oferta está na primeira fase, de pré-venda de US$ 75 milhões em tokens – unidade do criptoativo – para investidores qualificados. A demanda já é superior a esse montante.

A segunda fase será feita em bolsa no exterior, com a oferta pública de outros US$ 75 milhões prevista também para o primeiro trimestre do ano que vem, assim que for concluído o processo de aprovação da oferta pela Finma, o equivalente à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) suíça. O D¥N passa a ser negociado somente após a oferta pública.

Sigilo. O Frick Bank, instituição sediada em Liechtenstein especializada em moedas virtuais, é responsável pela estruturação da operação e por sediar a conta da Dynasty. Por lá, passarão os recursos das negociações, que poderão ser convertidos em dólares, euros e francos suíços. Para a oferta no mercado brasileiro, os sócios conversam com bancos, mas os nomes são mantidos em sigilo.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real

Mais conteúdo sobre:

criptomoedaCVM