Edemir Pinto não está em chapa do conselho da Bolsa, que terá 5 novos nomes

Coluna do Broadcast

29 de março de 2017 | 05h00

O presidente da BM&FBovespa, Edemir Pinto, que deixa o cargo no fim de abril, não está na chapa do novo Conselho de Administração da empresa fruto da fusão com a Cetip, contrariando as expectativas do mercado. Segundo uma fonte, a decisão teria sido para evitar um “mal estar” que poderia existir com o ex-presidente indo para o conselho da companhia ao mesmo tempo em que um novo executivo, Gilson Finkelsztain, presidente da Cetip, assume o cargo. “Gilson como presidente pode tomar caminhos diferentes e isso poderia criar um desconforto”, disse uma fonte.

De chegada
A Cetip tinha o direito de indicar dois membros, mas levou três assentos. Estão na chapa Edgar Ramos Silva, sócio da XP e atual presidente do conselho da depositária, José Lucas Ferreira de Melo e José Roberto Machado Filho (Santander). Dos minoritários, está na chapa Florian Bartunek, da Constellation. Até aqui o quinto selecionado é Guilherme Affonso Ferreira, hoje conselheiro da Petrobras e da gestora Teorema, também será representante dos minoritários. Pedro Parente, presidente da estatal petroleira, será reconduzido à presidência do Conselho. A chapa será divulgada hoje pela companhia e deve ser ratificada em assembleia de acionistas no fim de abril.

Saindo
De saída do atual Conselho, que já teve a baixa do representante da Bolsa norte-americana CME no início do ano, está Claudio Haddad, presidente do Conselho Deliberativo do Insper, que ocupava a vice-presidência, posição que passou agora para Antonio Quintella, ex-presidente do Credit Suisse no Brasil e sócio do Canvas Capital. Procurada, a BM&FBovespa não comentou

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.