EDP usará casca de cacau para gerar energia para fábrica de chocolates

Wilian Miron

21 de janeiro de 2021 | 05h00

A EDP Smart, braço da EDP Brasil para energia solar, eficiência energética e mobilidade elétrica, concluiu a construção de uma caldeira à biomassa para geração de vapor para a fabricante de chocolates Barry Callebaut. O custo total dos projetos é de R$ 15,5 milhões, e o investimento foi integralmente feito pela EDP.

Retorno. A caldeira suprirá a demanda por vapor na fábrica da Barry Callebaut, localizada em Itabuna, na Bahia, e será operada pela subsidiária da EDP por dez anos, período no qual a empresa receberá valores fixos mensais, que totalizarão aproximadamente R$ 46,5 milhões até o fim do contrato.

Geração. O combustível principal utilizado na caldeira é a biomassa obtida no processo produtivo da fabricante de chocolates, como resíduo da casca de cacau e madeira, e tem capacidade para gerar oito toneladas de vapor por hora, o equivalente a 5 MW médios, que atenderão à demanda energética dos clientes do ramo industrial.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.