Eliane Lustosa deve deixar o BNDES

Eliane Lustosa deve deixar o BNDES

Coluna do Broadcast

28 de junho de 2019 | 04h00

A diretora do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Eliane Lustosa, deve deixar o banco público, após três anos à frente da área de mercado de capitais da instituição de fomento.

Em janeiro, ela foi destacada por Joaquim Levy, então presidente da instituição financeira, para organizar as privatizações. Com a troca em sua presidência, comandada agora por Gustavo Montezano, além de colocar seu cargo à disposição, como todos os diretores, Lustosa tem manifestado a intenção de não permanecer no banco. A justificativa seria a de que encerrou sua missão de preparar a instituição para o desinvestimentos do BNDESPar, e para fomentar uma maior participação do mercado de capitais nos investimentos. Sua saída pode ser precedida de um período de transição do cargo.

Depois de deixar o BNDES, será obrigada a cumprir um período “sabático” de seis meses. Procurado, o BNDES não respondeu.

contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

bndes

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.