Em busca de dobrar base, Next, do Bradesco, avança em serviços sem custo

Em busca de dobrar base, Next, do Bradesco, avança em serviços sem custo

Coluna do Broadcast

10 de setembro de 2019 | 04h00

Focado em dobrar sua base de clientes no ano que vem, o Next, banco digital do Bradesco, está avançando na oferta de serviços gratuitos. Além da conta e do cartão de crédito internacional grátis, a instituição começou a oferecer transferências eletrônicas para outros bancos (DOC e TED) ilimitadas e sem custo, em um sinal de que entendeu o motivo que impulsiona as fintechs, que cresceram com ofertas ágeis e gratuitas. Vale lembrar que o banco nasceu cobrando pela conta e depois recuou.

Contra-ataque. O Next tem hoje 1,5 milhão de contas e quer chegar a 2 milhões neste ano. Até 2020, a meta do banco digital do Bradesco é dobrar a base, chegando a 4 milhões. A depender de quando atingirá o feito, poderia despontar na liderança dos bancos digitais. Resta combinar com seus rivais, o mineiro Inter, que já bateu os 3 milhões de clientes, e o Original, da J&F, que está rumo a esta marca.

Além. Em paralelo, o Next está reforçando a sua prateleira de produtos. O foco do banco é ir além do transacional. A nova aposta são seguros como residencial, acidentes pessoais e odontológico.

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

nextbradesco

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.